A volta no dique marca a abertura oficial do Festival da Primavera 2018

Mudou o nome, mudou de mês, vai mudar a estação, mas o astral de dar a tradicional VOLTA NO DIQUE, à bordo do PRANCHÃO, só vai aumentar.

O projeto MUDEIdeNOME tem a satisfação de avisar para a população, que o evento criado há 5 anos, em parceria com a Prefeitura Municipal de Salvador, será realizado no dia 16 de setembro, domingo, às 10h, no Dique do Tororó, como abertura oficial das comemorações doFestival da Primavera. O grupo formado por Ricardo ChavesRamon Cruz, Magary LordJonga Cunha e Andrezão Simões dará, como sempre, a volta completa no Dique, a partir da Arena Fonte Nova, ponto de início e também de término do desfile.

É uma festa marcada pela alegria das torcidas, pela participação popular, pela beleza e tradição do lugar, onde as imagens dos Orixás, de autoria do artista plástico Tati Moreno, completam a fé e a festividade do povo baiano. “A ida é pra esquentar e a volta é o segundo sol, quando boto o Engenho Velho todo pra cantar!”, brinca Magary Lord, se referindo ao clima e encontro com os moradores, durante o percurso, que preparam suas casas especialmente para interagir com os artistas.

“Realizávamos esse evento sempre no mês de abril, mas esse ano, depois que mudamos de Alavontê para MUDEIdeNOME, nosso público pediu e encontramos, no Festival da Primavera, a oportunidade de comemorar com a cidade”, ressalta Jonga Cunha.

No repertório, a trilha sonora que marcou a música baiana e os novos sucessos autorais. Ricardo Chaves confessa que ficou positivamente surpreendido com a reação das pessoas à nova música, que traz o mesmo nome do grupo MUDEIdeNOME. “O espírito de diversão é e sempre foi, o que nos move. Com essa energia anunciaremos, em breve, uma novidade que vai mexer com o jeito baiano de ser e de viver seu carnaval”, revela Ricardo.