Conversas Plugadas com Carlos Prazeres abre programação da Sala do Coro do TCA

No dia 11 de setembro (terça-feira), às 19h, o projeto Conversas Plugadas marca o início da programação especial de retomada da Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA), com a presença do maestro Carlos Prazeres, diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) desde 2011. O evento tem entrada gratuita.

Prazeres iniciou seus estudos em regência com Isaac Karabtchevsky, graduou-se em oboé na UNI-Rio sob a orientação de Luis Carlos Justi e realizou seus estudos de pós-graduação na Academia da Orquestra Filarmônica de Berlim/Fundação Karajan, sob a orientação de Andreas Wittmann. Um dos mais requisitados maestros brasileiros de sua geração, tem conseguido redefinir o papel da orquestra na sociedade baiana, buscando criar concertos e programas que tragam um novo olhar do público para a música erudita.

Como maestro convidado, Prazeres tem dirigido importantes conjuntos sinfônicos, tais como a Orchestre National des Pays de la Loire, Sinfônica de Roma, Orquestra da Arena de Verona, Junge Philharmonie Salzburg, Filarmônica de Montevideo, Filarmônica de Buenos Aires do Teatro Colón, Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Petrobras Sinfônica, entre outras. Em sua trajetória, já dividiu o palco com artistas como Nelson Freire, Hélène Grimaud, Ilya Kaler, Gil Shaham, Maxim Vengerov, Ramón Vargas, Peter Donohoe, Jean-Louis Steuerman, Fábio Zanon e Augustin Dumay.

Instituído em 2007, o Conversas Plugadas é um projeto do TCA para o compartilhamento de experiências, pesquisas e iniciativas criativas de profissionais de referência.