Exposição

Mostra Bienal Caixa de novos artistas estreia segunda edição na CAIXA Cultural Salvador

Exposição itinerante aporta na capital baiana com obras de 30 artistas de todas as regiões do país com destaques baianos.

Depois do sucesso da edição de 2015/2016, a CAIXA orgulhosamente apresenta a segunda Mostra bienal CAIXA de novos artistas. A exposição, que reúne trabalhos de novos talentos das artes visuais de todo o Brasil, aporta na CAIXA Cultural Salvador, onde fica em cartaz de 07 de junho a 5 de agosto de 2018.

Durante quase dois meses, os baianos terão a oportunidade de apreciar em primeira mão, 37 obras de 30 artistas provenientes de estados de todas as regiões do país: Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Os trabalhos contemplam diversos suportes, de desenhos a esculturas, passando por fotografias, gravuras, instalações, intervenções, pinturas, vídeo e instalações.

Os participantes da coletiva tiveram seus trabalhos selecionados por duas etapas; primeiro por uma comissão de seleção e finalmente pela curadora Liliana Magalhães dentre 1.414 obras inscritas por 616 concorrentes. Seguindo o regulamento, foram escolhidos nomes que ainda não exibiram trabalhos em exposição individual, colocando em prática mais uma iniciativa da instituição em divulgar artistas com formação nas artes e no início de suas carreiras.

Artistas da boa terra – Nessa edição da mostra, dois artistas baianos trazem a sua arte: Cátia Lantyer, com a obra Cidades Provisórias (fotografia), um trabalho feito nas ruas e das janelas de Salvador, ressignificando a interpretação da cidade; Também com a fotografia, o arquiteto Guilherme Malaquias traz o seu projeto Cidade Gamboa, com as obras Fragmento e Rizoma, uma investigação atemporal de uma cidade, retratando a força de um povo.

Incentivo à cultura – A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências.

A CAIXA Cultural Salvador foi inaugurada em 1999, no prédio datado do século XVII, que já abrigou a antiga Casa de Orações dos Jesuítas e onde, ao longo da história, já trabalharam personalidades como Glauber Rocha, Caetano Veloso e Lina Bo Bardi. Após ser tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e restaurada pela CAIXA, a Casa hoje oferece ao público duas galerias de arte, um anfiteatro, um salão para espetáculos, uma sala para eventos e uma sala de oficinas, constituindo importante espaço de difusão cultural localizado no centro de Salvador.

 

Você pode gostar também...

X
X